domingo, 1 de julho de 2012

bom peixinho

eu respeito
a flor da morte
eu aceito
a flor da morte
limpa e então minha
flor da morte
fortuna graúda
desejo e saudade
tomando um sol
e a água salina
a robustecer
a claridade
meu corpo voa
ao expandir-se no sol
forte e saudável
a figura da sua presença
guarda-te pra mim, ó, sereia
sinto a delicadeza dessa areia molhada
gosto de você das mais variadas formas
para as mais variadas situações
fritar no sol
como um bom peixinho
isso é apenas eu
curtindo sozinho

_
escrito ao som do álbum auto-intitulado da banda Black Sabbath

3 comentários:

Elaine_Cade disse...

Obrigado por comentar lá no meu blog! E muito obrigado por me linkar, colocarei o link dos seus blogs lá também.
Abraços.

KGeo disse...

legal o texto, muito maneiro

M!sunderstood disse...

Então para ti, um buquê de flores da morte...

Interessante o texto.