domingo, 19 de agosto de 2012

em um piscar

a desgraça ressurge
impávida, como nunca
cheia de certeza, sem dúvidas
como um rio que se evai inteiro em um piscar
confiante

como se salvar?
ela é grande
mistério, razões?
estilhaçado
face contra o vidro
fogo, chamas
desvario
disfarçada
desgraça
incólume
como se salvar?

preciso viver
ajudem-me
livrem-me do inimigo

_
escrito ao som do álbum ...And Justice for All do Metallica

3 comentários:

M!sunderstood disse...

Como se salvar?
Como me salvar?
Pra que salvar?
Salvar a quem?
De quem?

Be Lins disse...

Olá!
Muito prazer em conhecer os seus escritos. Gostei muito do outro blog também, um dia, uma imagem e um texto.

Obrigada pela visita.

Beijo

Be Lins disse...

Muito grata pela indicação do livro. Não deixarei de ler.

Sobre a real possibilidade de o amor existir, o amor lírico, romântico, pleno e absoluto,
sem as ciladas dos desejos e sem as ciladas do cotidiano, eu creio que exista, mas creio que o norte de um amor assim sempre será a dor.

Beijo.