quinta-feira, 21 de junho de 2012

um lugar

dez cataventos
dezessete bueiros
dezenove quatro cinco
dezessete oito meia cinco

me dá um lugar no campo?
preciso descansar em bom ar...

nove vezes dezenove vezes quatro vezes dois
atmosfera mega de deixar pra depois
sete vezes sete vezes sete vezes quatro
não há chance pra quem gosta tanto de ser um pato

um bom lugar pra ficar, em um lugar tranquilo...
existe ou estou fora de eixo?

nove vezes oito vezes quatro mil novecentos e noventa e sete
sete vezes quatro vezes noventa e cinco vezes novecentos e noventa e sete
nove vezes, vezes nove, vezes nove...

ei!? há um lugar!? em que eu possa ficar?

nove vezes nove vezes nove vezes nove vezes nove vezes dezenove...

tem não

_
escrito ao som do álbum As Cidades de Chico Buarque

2 comentários:

Guru do Metal disse...

bem loco isso

BLoG do CHARQuE disse...

Medo.. Loucura transborda aqui... E criatividade também!!!

http://blogdocharque.com/