terça-feira, 21 de dezembro de 2010

princesa de caralhais

Há dois caralhais de distância do castelo Amara Lyna bocechava já distante do despertar. Acordara em meio às palhas do palheiro, deitara com dois moços de cacete que vai até o estômago quando chupados. A menina pensava agora o que faria durante a trajetória de volta ao castelo, há dois caralhais de distância. Pouparia os caralhos de tais caralhais ou ia chupando e se enrabando até chegar?

Alguns, aliás, a maioria, a chamava de princesa. Gostava muito de se vestir de vermelho escuro, a cor da imundície que saía de seu corpo a cada quase um mês, sangue e porra da população quase inteira de seu reino.

Seu pai não curtia essa onda e um dia mandou que a matassem. Ela foi morta por um veado do tipo bicha chique que tanto se vê por aí.

O reino nunca mais foi o mesmo. Aquele sentimento que a princesa tinha de a qualquer recanto relaxar e fuder não poderia ter sido perdido, era uma muito triste perda. Porém, aconteceu. Em meio à perda os transeuntes se perguntavam o que seria do reino sem a sua princesa puta toda de vermelha.

Choveu sangue do céu, em um belo dia. Depois desse sinal, que significou a eles algo como que uma necessidade de violência para que ocorresse justiça eles resolveram matar o veado que matou a princesa.

Esfaquearam o cu do veado até ele não mais parar de sangrar e morrer. Vitória conquistada. Talvez os céus não envergariam em sangue novamente, mas a tristeza ainda pairava no ar. O que faria o rei agora?


escrito ao som de Dysthymia – xxxxxx e The Great Fall

4 comentários:

Natália disse...

O que quisestes dizer com isso tudo? =X
enfim.
matar pra que, né? :]

BLoG do CHARQuE disse...

... tenso... very hard tenso!


O melhor blog do meu .... Bairro!!!
http://blogdocharque.blogspot.com/

Evandro Oliveira disse...

Acho que ter um blog significa ter um espaço para expor nossos sonhos, desejos, aquilo que nos toca e move nosso coração, nossa indignação, nossos gostos musicais, os filmes e livros que marcaram nossa vida.
Com três meses de existência o blog Sabor da Letra fez amigos, se emocionou, se indignou, riu, aprendeu muito com cada um dos blogs abaixo, e é por considerar que seu blog tem o doce sabor da letra é que entrego o “Selo Esse blog tem Sabor”
Passa no meu blog e pegue-o, caso tenha interesse.

Abraços
Evandro Oliveira
http://sabordaletra.blogspot.com/

Evandro Oliveira disse...

Não sou cristão, mas compreendo esse dia como importante para todo o ocidente, e sei que uma forte energia de bondade domina os corações nesse momento. Espero que essa data tenha um significado maior do que essa onda consumista que se tornou para os povos ocidentais, e que o desejo de paz, amor e compreensão domine seu coração.
Feliz Natal!

Passe no blog, tenho uma postagem sobre um livro que adoro.

http://sabordaletra.blogspot.com/