sexta-feira, 14 de maio de 2010

Ela pensava em escrever um álbum de inéditas, que realmente fossem inéditas nesse mundo. Começou com as aulas de harpa aos 11 anos. Começou trompete aos 14. Hoje com 23 já havia composto alguma coisa, mas ainda não tinha gravado nada.

Aos 25 teve a oportunidade de com o dinheiro que economizou ganhando como funcionária num firma de comércio exterior. Foi pro estúdio com umas músicas já arquitetadas e disposição para montar outras mais quando estivesse lá dentro.

O álbum saiu então com 11 faixas, chamado The Kin of Miss Disaster, com uma montanha de neve despencando de vez numa super avalanche na capa.

O disco consistia praticamente apenas em faixas de harpa e trompete, algo que soou realmente novo aos ouvidos de todos, que ao ouvirem o disco já pela primeira vez já o adoravam.

Nina Serpent - The Kin of Miss Disaster (2010)
01- From the Killing Within
02- The Past, My Storm
03- I Would Kill You
04- The mountains are Dropped
05- She saw the Sunshine
06- Pieces of my Mind
07- My Guy is a Killer
08- Tips and Clues
09- Let's See What We Have Inside
10- Theres'a a Memory
11- Only Know

Tocava ao vivo sempre em vestes brancas, com umas manchas em vermelho, simbolizando sangue. Tocava harpa, chamou sua amiga italiana Roberta Milli para levar as faixas de trmpete.

3 comentários:

Leonardo Ribeiro disse...

Cara fico massa

Luiz Brisa disse...

deve ser dificiu tocar .
qria saber toca violino *-*
rs

http://vagalnerdkawai.blogspot.com/

Cris Prates disse...

Cara muito doido teu blog rsrsrs e muito bacana tbm. remetendo ao post acima, já fiz aulas de violoncello e violino, juroooo q minha primeira opção era harpa...mas enfim, não consegui qm me desse aulas e tal...muito legal teu blog, memso. bjns.